29.11.07

Entrevista com Rodrigo do Jacaré Banguela

Finalizando as entrevistas que fizemos como presente de aniversário para vocês, leitores do THP. A gente mostra agora a entrevista feita com o Rodrigo do Jacaré Banguela. Um rapaz que não perde uma chance de fazer piadinha, nem um convite pra entrevista escapa.

***

Como surgiu o Jacaré Banguela?

Surgiu por volta de 2002 como uma brincadeira em um colégio católico em Sinop no norte do Mato Grosso. Com o término do 2º Grau, eu (Rodrigo) quis fazer algo que me ligasse aos meus amigos que tinham ido estudar fora da cidade, foi aí que conhecí o Fred na Faculdade de Comunicação Social em Cuiabá (MT) em 2004 e ele tinha um blog. Logo depois eu criei um pra mim e o primeiro nome que me veio a cabeça foi Jacaré Banguela.

No começo o blog era apenas para zoação, né? Quando foi que vocês começaram a levar o blog à sério?

O JB sempre foi o que é hj: um site de entretenimento com cara de Blog, mas no começo fazíamos isso só para os nossos amigos verem. Depois resolvemos colocar um contador de acessos e vimos que existiam outras pessoas que estavam lendo o que a gente estava escrevendo. Aí que começamos a fazer a coisa de um jeito um pouco diferente, pensando mais em piadas gerais e não apenas piadas internas.

O kibeloco é, com certeza, um grande parceiro que vocês tem. Ajudou bastante na divulgação do JB. Eu por exemplo conheci o Jacaré Banguela através de um link no Kibeloco. Mas ultimamente ele não anda mais linkando para o blog de vocês como fazia, por exemplo, na época das eleições do ano passado. A parceria se reduziu à apenas troca de banner e link na área de parceiros?

Hoje em dia não precisamos mais de trocas de links. O Kibe nos linkava muito pois os vídeos do KL eram feitos por mim. Mas hj não é mais assim, ele edita os próprios vídeos. Conversamos muito sobre piadas e matérias que podem ir para o site, mas ele vem com as idéias dele e nós com as nossas... geralmente trocamos opiniões e adequações de matérias.

Quando a gente vê uma matéria em outro blog que julgamos ser interessante pro JB, a gente publica e dá os créditos. Tem gente que não faz isso, a gente faz. E o Kibe tb. Mas sempre tem gente que se acha "o dono da piada" e acaba não ganhando link porque ninguém viu ele publicando aquilo, aí é que surge essa treta de cobrar links.

Querendo ou não, hoje vocês já são celebridades. Já chegaram à dar autógrafo alguma vez?

Celebridade pra mim é Juliana Paes, Angelina Jolie, Madonna e em último caso: Preta Gil. Nós somos comunicadores que temos um meio de comunicação muito legal, onde o público pode interagir e participar muito mais do que em uma TV ou um programa de Rádio.

Autógrafos nunca demos, mas ja fomos reconhecidos na rua e isso é algo muito estranho e satisfatório.

Qual a situação mais inusitada ou esquisita que vocês viveram por causa do blog?

A ameaça de processo no Caso Cicarelli acho que foi a maior. Depois disso várias outras ameaças referentes à matérias que fazemos falando de religião, gays e maçonaria. Mas nunca deram em nada. Uma vez fomos reconhecidos por uma bichinha católica que eu não sei se era da Flor de Liz ou dos Demolays, mas não deu nada, Graças a Deus.

Já pegaram alguma celebridade?

A Juliana Paes, mas se você perguntar pra ela, ela vai negar até a morte.

Esse ano vocês largaram os seus empregos para viverem do blog. Como vocês conseguiam fazer 6, 7 posts por dia trabalhando e estudando? Praticavam a vadiagem malemolente em horário de serviço?

Como você acha que saímos dos nossos empregos? A Vadiagem Malemolente contou muito pra isso! Nos dedicávamos 50% ao emprego e 50% ao site, e as empresas querem 100% de dedicação. Resolvemos acreditar mais no site e deu certo.

Qual a dica que vocês dão pra quem quer um dia chegar onde vocês chegaram?

O dia que a gente achar que já chegou a algum lugar aí começa a decadência do JB. A idéia é sempre buscar o novo, ver o que está rolando e fazer melhor. Se preocupar mais com conteúdo do que com a forma. Dinheiro e "sucesso" é resultado de trabalho bem feito. Ninguém nunca conseguiu sucesso sem ter trabalhado, fora o pessoal do Big Brother, mas eles são as excessões da regra.

***

Concordo com o Rodrigo em dizer que o Tabet não é plagiador, senti na pele como é ser chamado de plagiador sem você ser plagiador naquele episódio dos Trotes da Speed.

E muito obrigado ao Rodrigo pela entrevista. Conseguimos trazer para vocês entrevistas com pelo menos alguns dos maiores blogueiros do Brasil. Foi cansativo, porém recompensado.

E quanto as Tirinhas do Teobaldo, o pessoal deixou pra última hora e teve muitas que chegaram apenas ontem e hoje, quero ver se até esse final de semana eu escolho as melhores pra colocar aqui no blog.

__________________________

2 comentários :

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marcus disse...

Parabéns pela entrevista!

Abraços

www.midiatico.com